quarta-feira, 10 de setembro de 2014

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Arrumando as malas - Aline de Andrade



Sobre o (romance) livro: “Arrumando as malas”
Por: Célio limA.


“Sem música a vida seria um erro” (Friedrich Nietzsche)


Dia desses ao assistir ao especial da Elis Regina no programa Ensaio do ano de 1973. Ficara tatuado em minha mente como ela verbejava com certa constância a palavra “transar”. Dizia ela estar transando isto, isso, aquilo... Trabalhando valorosamente com tal expressão. Eu vejo nesse romance da poetisa Aline de Andrade, como ela transa com a música, a solidão, a dor, a saudade, o amor e a paixão dentro de um olhar puramente da mulher brasileira. Toda a dor que grita e rasga com a alma feminina diante dos encontros e separações, as solidões tumultuadas pela própria vida como ela é. Está presente nessas páginas que cheira mesmo quando lidas virtualmente à sangue, suor, gozo e orvalhos delirantes. Vi a autora outro dia preocupada ou noiada com possível interpretação errada na expressão pornofonológica utilizada como recurso textual ou poeticamentefalando pano de fundo ou de frente em seus capítulos. Pedi ati-humildemente para ela deixar de viagem e seguir sua atual espiritualidade não descartando a força vital da sua arte, que tem uma certa critica há certos comportamentos juvenis e de época, além de servir didaticamente por propor um retorno há certo humanismo promovido e vivido por gerações passadas. A beleza do livro é a importância que ele dar a música tanto nos diálogos dos personagens ou em sua rotina. Às vezes são panos, cortinas ou janelas, outras vitaminas, energéticos ou até revitalizador potencial. Fora um prazer tal leitura que me surpreendera positivamente ao fim. Vejo também que a transa com a música seja uma ponte entre altos e baixos sentimentos humanos sentidos como universos paralelos do humano seja vividas e percebidas ou não na esfera intima, externa ou virtual do próprio ser. Então por oras direi... Plagiando combinadoramente o poeta Lara quando em um verso passado dissera que o poeta Miró da Muribeca é tão importante quanto o Charles Baudelaire, direi que Aline de Andrade em sua expressão literária é para mim tão importante quanto a Sylvia Plath.

“Quanto à cor do sentir, cada um que sinta por si” (Miró)

sexta-feira, 9 de maio de 2014

ético plagio 2 ou (Eu não matei Raquel Sherazade)


ético plagio 2 ou (Eu não matei Raquel Sherazade)

EU NUNCA T!VE NADA
COM RAQUEL SHERAZADE
NOSOL NUS ENCONTRAMOS
P/ OUV!R !RON MA!DEN
NO SMART
.
.
.

ELA ME FALOU
Q L!GAVA PROS
C O M E N T A R ! O S
Q SEMPRE Q FALAVA
A S N E ! R A S
CORR!A P/ D!C!ONAR!O
.
.
.

UMA REDE TELEV!S!VA
SE !NLUD!RA COM A MEN!NA
QUERENDO A MU!TO CUSTO
TRANSFORMA-LA EM
B A ! L A R ! N A
.
.
.

AGORA SOFRE Y ERGUE
OS OLHOS NU NOT!C!AR!O
SEM OM!T!R OP!N!AO
NO CANAL DO PATRAO
Q O QUER!A PASSAR O
FERRO N'ADR!ANE-AV!AO
!
!
!

-ONTEM NAO A COMI
SE! Q TENHO ATE TARA
+ EU NAO, NAO MATE!,
NAO ESTUPRE!, NAO L!XE!
A RAQUEL SHERAZADE
.

-c.p.b.p.jr:
(O POETA-MATUTO-MARG!NAL !!!
VIII/V/MMXIV

quinta-feira, 17 de abril de 2014

MOSTRAPE 2014 - Célio Lima fala sobre seu trabalho

O escritor Célio Lima (Bezerros/PE) fala sobre seu trabalho literário, suas influências etc., antes da participação no 3º evento da MOSTRAPE 2014, dia 03/04/2014, na Livraria Cultura/Paço Alfândega - Recife/PE.
Mais sobre o MOSTRAPE emhttps://www.facebook.com/nosposmostrape.

Mais sobre Célio Lima em http://poetasdemarte.blogspot.com.br/...

Pecados 2



Será pecado fuder na 
sexta- feira Santa?
ou será desculpas
para não me amar?
Reclamas de tudo...
da força, do suave e do carinho
das flores e dos espinhos.
Estou exausto
estou triste, baby
meus olhos em fogo
meu coração coitado
em chamas
te chama
senti dor de amor!
e, grita seu nome calado
em sepulcros caiados de antigos cristãos
nos códigos sagrados da Igreja
em luzes de outono
no fim da primavera
que nosso amor
seja sono e insônia
dias claros e noites quentes!!!

                                                        (Miguel Vieira)

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

SUE NO RITMO DO IMPROVISO










SUE NO RITMO DO IMPROVISO

Mais uma revista do Mestre Zizo que postamos nesse blog antes  do lançamento do "ARQUIVO-PORRA ZIZO-BLOG !!!" (Em breve).

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

os olhos de Júlia (NEM DESSE POEMA PRECISAVAM)



AH! VC SE LEMBRA
DE QUANDO NOSSOS OLHOSENCONTRARAM TAO NUS
SE LEMBRA DE QUANDO CONTEMPRAVAS O AN!L AZULADO Y TODO CEU LEPROSO
ENQUANTO PERMANEC!A TENCARANDO
Y DEGUSTANDO... O !NF!N!TO EM SEUS BLUEYES
.
.
.

AH! SE LEMBRAS DA CEGUE!RA DEGENERAT!VA
HAB!TADA NAS PAG!NAS DO SARAMAGO
Y O QUANTO ME F!ZERA ENXERGAR
Q O MAL ESTAR PRESENTE...
NA MASCARA DOS Q ANDAM !NV!S!VE!S
Y DE LEVES-PASSOS-LEVES AO NOSSO REDOR
.
.
.

AH! VC SE LEMBRA DAS VEZES EM Q F!CAVA PUTO COM O TRANS!TO
CONT!GO EM PER!GO, PERD!DA NU VOLANTE
OUTRAS ACHAVA SER TUA REBELD!A
SOL DA C!NTURA PRA BA!XO
!
!
!

SE LEMBRAS... SE LEMBRARAS
DE Q SEMPRE QU!S PERMANECER
ENXERGANDO SEMPRE O MESMO VELHO PONTO DE V!STA
AO TEUS OLHOS ESTAR O MEU HAB!TAR
...Y Q A MORTE... A MORTE NAO APAGA COM AS !DE!AS...
 PO!S CONT!NUAREMOS V!VOSEMPRESTAR
PRESENTEMENTE NA ESPEC!E 
!
!
!

-c.p.b.p.jr:
(O POETA-MATUTO-MARG!NAL !!!)
II/II/MMXIV



terça-feira, 14 de janeiro de 2014

esses dias...

ELA NAO T!VERA TEMPO DE RESP!RAR QUANDO PERCEBERA ESTAVA COM A CASA !NVAD!DA POR 5 HOMENS... M!NTO... D!GO POR 5 ELEMENTOS ARMADOS DO SEXO MASCULINO... -JA D!Z!A 1 CERTO ALGUEM NO BA!RRO DA MUR!BECA: "Passando o primeiro susto o resto é café pequeno". -COM ELA NAO FORA TAO S!MPLES ASS!M, PO!S O Q + ASSUSTARA-A FORA AO PRESTAR B.O. TER Q HOUV!R DA BOCA DO DRA. DELEGADA Q: "Tivera sorte por tais bandidos terem sido bonzinhos e não a fizeram nada". -PUTA Q PAR!U !!!!!!!!!!!!!!!!
-ESPERO Q CHEGUE O D!A EM Q O SR. C!DADAO NAO VENHA + HOUV!R DO CU Q ESSAS AUTOR!DADES ATENDEM PELA CUNHA DE BOCA, TA!S BOST!CES 
!
!
!

"São, São Paulo 
meu amor..."

ESPERO Q NOSSOS
REPRESENTANTES NA POL!T!CA
Y D+ AUTOR!DADES NAO ACHEM +
TANTAS BONDADES NOS ASSALTOS
...'Q O ESTUPRO SEJALGO MENOS DANOSO
Q O ATO DE MATAR O... OUTRO',
PO!S QUANTAS V!DAS V!VAS
CARREGARAO A MORT!C!DADE
DO SER NO !ND!V!DUO
.
.
.

"São, São Paulo 
quanta dor..."

-ENCERRO ESSAS L!NHAS
D ! S C O R R ! D A S
COM NOT!C!AS DE TERRAS
NAO C!V!LIZADAS...
AO CONCORDAR COM O
POETA PUX!RUM:
"Tom Zé disse, comprovando a burrice
Cantou Belchior, ao vivo é muito pior
Meta a sua moral no fiofÓ !".
PO!S TAMBEM... JA DERA 
D!SCARGA NA PROPR!EDADE
P R ! V A D A
!
!
!

-c.p.b.p.jr:
(O POETA-MATUTO-MARG!NAL !!!)
XIV/I/MMXIV

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Entre meus seios


Entre meus seios

I
Eu me dou a ti,
com todo ardor e 
paixão, com todas
as minhas delícias e
com o mel que das
minhas entranhas
vertem.
Onde já matastes
sua fome de macho.

II

Sou sua amiga,
sua doce e querida,
Sua vontade incontida.
Sacies sua fome,
seu desejo ardente e
em mim farte se do
meu leite
em seus deleites.

III

Nos melhores beijos
que há para sua boca
que esses se percam
loucos em aluvião.
E que sua voz fique
rouca embargada
muda de emoção.
Meu prazer é te dar prazer,
Somente para ti,
ofertados estão... tesão.
todas as doces manjares que
possam haver em mim.

IV

Desmaie em gozos comigo
nessas fotografias em poesias
e em desejos de orgias
sem muito sentido.
Meu querido amante meigo e gentil,
que me acendeu o fogo de mulher
que esteve guardado como
um tesouro escondido
para as madrugadas frias.

V

Alma simples a quem dedico
essa minha paixão insana
Tanto me feres como Matas.
Anjo de olhos negros e face dura,
pelos sulcos e feridas rasgadas
na terra de seu coração.
Que em mim encontres cura,
descanso e a paz silente para
o repousar do seu corpo nas
minhas protuberantes
formas cobiçosas que lhe sejam
suas mais belas poesias.

VI

E que essas se façam molduras
para seu corpo nu e cansado e
adormeças em paz por entre
meus seios em entrega total.
Seus poemas divinos de linguajar
peculiar, só seu, que esmigalham
meu sentimentos de ternura.
Na sua fala mansa, gostosa e
no esculpir dos seus versos
irresilíveis que se derretem
em mim vis canduras.

VII

Quero te dar minha alegria,
não deixar que se arrependas
desse intimo desejo.
Deixes fluir esses momentos,
e não se negue, nem se prives
de mim, e que se entregues.
Eu quero tanto te dar mais e mais
do meu carinho e lhe mostrar
meus dotes contar meus ais e
segredos do amar.

VIII


Ainda é cedo para dizer
eu te amo, mas tarde pra te
dizer o quanto te quero e me
atrais como abelha pelo mel.
Que me deixas tão assim
tão apaixonada, sem te pedir nada.
Fiques com meus beijos ardentes.
E o toque dos meus lábios em ti...
na sua pele sensível o mordiscar
dos meus dentes.
E que possas emitir gemidos
inéditos do que sentes.

Mah Delmond~


"Mas a força sensual está em mim; tenho sonhos eróticos,
sonho com o contrário da minha vida com Gonzalo. Sonho
que homens enormes me possuem, que gozo muitas vezes;
sonho com a bestialidade e desperto com o
gosto de Gonzalo em meus lábios, desejando-o;
o universo da carne parece infinitamente belo"...
Anain Nin
Diário FOGO. pgn. 291.

Imagem: auto retrato.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Eros & Eros


Eros & Eros

Quero....
colocar minha vara bem dura,
pulsando na tua vagina
e ficar brincando
um tempo na entradinha...
brincando encostando o prepúcio
no teu clitóris e esfregando...
sentindo o cheiro que evapora
seu cheiro se cio.
E quando tu não aguentares
mais e pedir implorar para eu te foder..
Eu coloco bem devagar...
E vou até o fundo do teu ser...
E vou aumentando a velocidade...
a intensividade...
na tua profundidade...
Que delícia estes peitos..
mamava até secar a mamãe...
Queria me afogar...

Mah.
9/11/2013
Imagem Samantha Wall

Eros & Eros

Eros & Eros

Eu estou ardendo...
E ele está tão enorme.
Estou com os
culhões estourando..
Que delicia...
Agora comecei
tire a calcinha
ta fechando janelinha...
Eu estou salivando
por estes peitos
gigantescos...
Mulher, depressa
por favor.
Ele está com controle
perfeito, mas ta louco
para explodir vendo a
algo mais na imaginação...
fundo e transportante....
Não quero ficar de polução
em polução.
 
-Mah.